Voltar para o site coopermiti

“Acreditamos que o único
caminho para a mudança de
comportamento é através da
educação.”

A HISTÓRIA DA IMPRESSORA

Hoje estamos acostumados com impressoras com jato de tinta, a laser e multifuncionais. São muitos modelos e fabricantes que tornam estes equipamentos praticamente indispensáveis nos dias de hoje!

Mas, nem sempre foi assim. A impressora, tão comum e usual em nosso cotidiano, teve de ser inventada e desenvolvida com tecnologias muito diferentes das utilizadas atualmente. No mundo da tecnologia sempre existe um cientista ou um grupo deles que se dedica a iniciar o trabalho de pesquisa e execução de um equipamento revolucionário. Posteriormente, outros cientistas aprimoram o trabalho iniciado até que o equipamento alcance o máximo de desempenho para chegar ao mercado competitivo e funcional. Vamos conhecer a história das impressoras!

Quem inventou a impressora?



Como é muito comum na área tecnológica, é preciso que um cientista se envolva obstinadamente em um trabalho para que o sucesso seja alcançado. E o inventor das impressoras foi Chester Floyd Carlson, um físico dos Estados Unidos da América.

Cientista e curioso, Chester Floyd Carlson percebeu que era necessário um equipamento de cópias através de fotos que fizesse a reprodução de conteúdos com textos e até mesmo com imagens. Para isso, ele desenvolveu uma máquina que era capaz de reproduzir textos e imagens através de cópias em fotos.

Como e quando foram inventadas as impressoras?



A invenção de Chester Floyd Calrson foi pioneira e desbravadora, marcada nos registros históricos em 1938. Chester Floyd Carlson conseguiu desenvolver a primeira impressora no estilo de fotocopiadora em um contexto em que fatores históricos, econômicos e governamentais favoreciam projetos inovadores. O cenário era a Segunda Guerra Mundial, que começou em 1939 e acabou em 1945.

Com recursos disponíveis, o cientista utilizou a tecnologia da eletrografia, introduzindo a eletricidade estática em cilindros sensíveis às fotografias e que registravam o material que precisava ser impresso através da imagem do documento original que era refletida por um sistema de espelhos. Este cilindro arquivava o desenho da imagem original, e um toner era ativado através da carga elétrica que compõe a imagem.

Em um sistema de força, temperatura e eletricidade, o toner era levado ao papel e lá depositava o desenho da fotocópia feita do material original. É a comprovação científica de que este sistema de impressão, basicamente conhecido como Xerox, foi o pioneiro no foco científico e comercial para equipamentos de reprodução de material gráfico.

Posteriormente a este experimento de grande sucesso, uma impressora melhor foi inventada no ano de 1953, para tentar a reprodução em alta velocidade. De uma forma geral, as duas impressoras, tanto a de Chester Floyd Carlson quanto as suas sucessoras foram evoluindo durante o tempo até garantir uma impressão de qualidade, sem perda de material e perda de tempo com reimpressões.

As impressoras com tecnologia mais próxima da que temos hoje foram desenvolvidas apenas no ano de 1983 pela Canon e também pela Hewlett Packard (HP). Estas, já utilizavam tecnologia a laser.



http://blog.creativecopias.com.br/impressoras-quando-e-como-foram-inventadas/

https://www.google.com.br/search?q=a+primeira+impressora+do+mundo&biw=1366&bih=643&site=webhp&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwi08u-z0bbLAhVIQ5AKHVarB_sQ_AUIBigB#tbm=isch&q=impressora+hp