Voltar para o site coopermiti

BINÓCULO TIPO JOCKEY / SPORT GLASS 25 X – MADE IN JAPAN

Binóculo

Binóculo é um instrumento de óptica, com lentes, que possibilitam um grande alcance da visão. É composto por um par de tubos, interligados por um sistema articulado, sendo que cada tubo possui igualmente uma lente objetiva (que fica na extremidade do binóculos, mais próxima do objeto a ser visto) e uma lente ocular (que fica mais próxima dos olhos) e entre elas, um sistema de prismas. Há ainda um sistema de foco, situado entre os tubos do binóculo.

Há dois tipos de prisma, que definem a qualidade da imagem e o preço do binóculo. O prisma Roof é o tipo mais complexo e é mais caro. Os binóculos que possuem este sistema, tem os tubos retos, como os telescópios. O prisma Porro é mais simples, mas tem melhor percepção da profundidade, isto porque as objetivas não estão alinhadas com as oculares. Elas ficam mais afastadas entre si.

O binóculo primitivo era de uma objetiva com uma lente convergente no meio de duas lentes divergentes e uma lente ocular de sentido inverso. Atualmente é constituído de uma lente ocular e de outra objetiva baseada nas lunetas astronômicas, onde é utilizado o método poliprisma.

Os binóculos comuns proporcionam uma capacidade de aumento em torno de dez vezes.

Esse equipamento é adequado para visualização terrestre, marítima e, em alguns casos, astronômica. Como é utilizada a visão dos dois olhos em simultâneo, ao olhar-se por um binóculo tem-se uma percepção da profundidade da cena, ou seja, visão tridimensional: pode-se notar a largura, altura e profundidade. As lunetas e telescópios não tem essa capacidade.

A qualidade da imagem de um binóculo depende de cinco fatores:

1. Alinhamento da ótica

2. Qualidade das lentes

3. Qualidade dos prismas

4. Tratamento dado às superfícies dos óticos

5. Estabilidade mecânica do corpo e do mecanismo de focalização.

Os binóculos possuem dois números impressos em seu corpo, do tipo: 7x50, 12x60, 20x70. O primeiro número significa a ampliação (ou aumento) e o segundo, o tamanho (em milímetros) da objetiva. Quanto maior a objetiva, mais luz entra e melhor será a visualização das imagens.

Os modelos que possuem lentes coloridas (vermelhas) recebem esse acabamento para diminuir a reflexão, sendo um tratamento anti-reflexo, permintindo diminuir as aberraçoes crómaticas. No máximo, apenas ajudam a "quebrar" o excesso de luz em ambientes como praia ou montanhas com neve.

Para visualização astronômica é necessário um tripé, para dar mais estabilidade.



História do binóculo

Hans Lippershey, um fabricante de lentes neerlandês (dos Países Baixos),construiu em 1608 o primeiro instrumento para a observação de objetos à distância: o telescópio. O conceito que desenvolveu era a utilização desse tubo com lentes para fins bélicos e não para observações do céu.

A notícia da construção do instrumento chegou até o astrônomo italiano Galileu Galilei, que, em 1609, apresentou várias versões do aparelho a partir de experimentações e polimento de vidro. Galileu logo apontou o telescópio para o céu noturno, sendo considerado o primeiro homem a usar o telescópio para investigações astronômicas. O telescópio de Galileu também é conhecido por luneta.

Acredita-se que, depois disso, mas não se sabe exatamente o ano (mas ainda no século XVII), o padre Reitha, um investigador alemão, juntou duas lunetas, inventando o binóculo.



Então:

1608 - Hans Lippershey - Países Baixos = Telescópio

1609 - Galileu Galilei - Itália = Luneta

16xx - padre Reitha - Alemanha = Binóculo.



Características do produto

• Binóculo Tipo Jockey/ Sport Glass 25X

• Made in Japan

• Especial para corridas de cavalos.







http://rj.olx.com.br/rio-de-janeiro-e-regiao/antiguidades/binoculo-antigo-tipo-jockey-sport-glass-25x-made-in-japan-152757365

https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20090505153810AAGAbZD