Voltar para o site coopermiti

“Acreditamos que o único
caminho para a mudança de
comportamento é através da
educação.”

LP FLASHDANCE - VINIL

Empresa: Polygram

Ano: 1983



Polygram

Polygram foi uma das maiores gravadoras da indústria fonográfica do mundo. Foi fundada em 1972 a partir de um empreendimento conjunto que envolvia o selo Philips Records, pertencente à empresa neerlandesa de eletrônicos Philips. A empresa neerlandesa-britânica de filmes, PolyGram Filmed Entertainment, também fazia parte do consórcio.

Em 1998 a Philips vendeu a gravadora Polygram para a empresa canadense Seagram Company que, como parte da MCA Music Entertainment, já era uma das maiores gravadoras do mundo. A fusão da PolyGram com a MCA deu origem à Universal Music Group, que a partir de 2006 se tornou a maior gravadora da indústria fonográfica do mundo.

Disco de vinil

O disco de vinil, conhecido simplesmente como vinil, ou ainda Long Play (LP) é uma mídia desenvolvida no final da década de 1940 para a reprodução musical, que usa um material plástico chamado vinil (normalmente feito de PVC), usualmente de cor preta, que registra informações de áudio, que podem ser reproduzidas através de um toca-discos.

O disco de vinil possui microssulcos ou ranhuras em forma espiralada que conduzem a agulha do toca-discos da borda externa até o centro no sentido horário. Trata-se de uma gravação analógica, mecânica. Esses sulcos são microscópicos e fazem a agulha vibrar. Essa vibração é transformada em sinal elétrico. Este sinal elétrico é posteriormente amplificado e transformado em som audível (música).

O vinil é um tipo de plástico muito delicado e qualquer arranhão pode tornar-se uma falha, a comprometer a qualidade sonora. Os discos precisam constantemente ser limpos e estar sempre livres de poeira, ser guardados sempre na posição vertical e dentro de sua capa e envelope de proteção (conhecidas, vulgarmente, como capa de dentro e de fora). A poeira é um dos piores inimigos do vinil, pois funciona como um abrasivo, a danificar tanto o disco como a agulha.

História

O disco de vinil surgiu no ano de 1948, tornando obsoletos os antigos discos de goma-laca de 78 rotações - RPM (rotações por minuto) - que até então eram utilizados, existentes desde 1890. Os discos de vinil são mais leves, maleáveis e resistentes a choques, quedas e manuseio (que deve ser feito sempre pelas bordas). Mas são melhores, principalmente, pela reprodução de um número maior de músicas - diferentemente dos discos antigos de 78 RPM - (ao invés de uma canção por face do disco), e, finalmente, pela sua excelência na qualidade sonora, além, é lógico, do atrativo de arte nas capas de fora.

A partir do final da década de 1980 e início da década de 1990, a invenção dos compact discs (ou CD, então lançado em agosto de 1982 na Alemanha pela Polygram) prometeu maior capacidade, durabilidade e clareza sonora, sem chiados, fazendo os discos de vinil ficarem obsoletos e desaparecerem quase por completo no fim do Século XX. Em maio de 2002 saem nos EUA os primeiros títulos em DataPlay, lançados inicialmente por Britney Spears e NSync. Nesse mesmo ano o CD já dominava 72% do mercado mundial.

Flashdance

Flashdance é a trilha sonora do filme Flashdance, lançado em 1983. Trilha do filme homônimo, foi produzido por Don Simpson e Jerry Bruckheimer e estrelado por Jennifer Beals e Michael Nouri. Vendeu mais de 20 milhões de cópias em todo o mundo.

O filme se passa nos EUA (em Pittsburgh, Pensilvânia) e Alex segue uma dançarina exótica e e seu sonho de se tornar um bailarino profissional. Em 1984, o álbum recebeu uma indicação ao Grammy de Álbum do Ano.

O álbum promoveu dois singles: "Flashdance... What a Feeling", de Irene Cara, e "Maniac", de Michael Sembello, e ambos os singles destes alcançou o primeiro lugar na Billboard entre as 100 mais tocadas e vendidas nos EUA. A faixa "Romeo", de Donna Summer foi lançado como um vídeo promocional para a MTV antes do lançamento do filme, composta apenas de releituras do filme. No entanto, a canção não foi lançada nas rádios no verão de 1983 pois estava à beira de lançar seu próximo álbum (She Works Hard for the Money) e a faixa-título já estava se tornando um grande sucesso.

A música em Flashdance foi supervisionado por Phil Ramone. Existem várias partituras de música usada no filme que não aparecem no álbum da trilha sonora, incluindo "Gloria" de Laura Branigan, "I Love Rock and Roll" de Joan Jett e os Blackhearts, e "Adagio in G Minor", de Tommaso Albinoni. A faixa-título "Flashdance ... What a Feeling" foi originalmente gravada por Joe Esposito antes de Irene Cara foi convidado a gravar novamente, uma vez que seria a partir da perspectiva feminina.

O LP Flashdance foi um enorme sucesso, vendendo mais de 6 milhões de cópias nos os EUA e um milhão no Japão. Ele foi certificado ouro pela RIAA em 17 de junho de 1983. No Japão, o álbum liderou as paradas por 11 semanas no total, e tornou-se o álbum mais vendido de 1983.

Tornou-se também multi-platina em 12 de outubro de 1984 e novamente anos depois, em 21 de junho de 1996.



https://www.google.com.br/search?q=LP+FLASHDANCE&hl=pt-BR&biw=1920&bih=841&site=webhp&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjn2bGB4o7MAhUBgpAKHSNdA9IQ_AUIBygC#imgrc=Gs6UcUwUD9nMcM%3A

https://pt.wikipedia.org/wiki/PolyGram

https://pt.wikipedia.org/wiki/Disco_de_vinil

https://www.google.com.br/search?q=LP+FLASHDANCE&hl=pt-BR&biw=1920&bih=841&site=webhp&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjn2bGB4o7MAhUBgpAKHSNdA9IQ_AUIBygC#imgrc=CnnaZu_LbatTfM%3A