Voltar para o site coopermiti

“Acreditamos que o único
caminho para a mudança de
comportamento é através da
educação.”

MÁQUINA DE COSTURA SINGER PORTÁTIL ELNA 15C

Empresa: Singer Corporation

Ano: 1921



Singer

Singer Corporation é uma manufatura norte-americana de máquinas de costura.Foi fundada com o nome I.M. Singer & Co em 1851, pelo empresário e inventor Isaac Singer e o advogado nova-iorquino Edward C. Clark.

A companhia é a maior fabricante mundial de máquinas de costura doméstica. Presente em mais de 150 países, a Singer possui hoje quase 10 mil funcionários e é líder na maioria dos mercados em que atua.

Em 1851, o Sr. Isaac Singer fundou a SINGER, que inicialmente enfrentou sérios problemas para introduzir seu produto, pois o público não acreditava que a máquina funcionava corretamente. Mas, aos poucos, o produto foi ganhando credibilidade.

Visando facilitar a compra das máquinas, a Singer foi pioneira na introdução do sistema de vendas a prazo. A empresa cresceu no mercado mundial e o nome Singer se firmou como sinônimo de máquina de costura.

História

A fabricação da primeira máquina de costura SINGER, há mais de 160 anos, representou o ponto de partida de uma evolução que proporcionou a todas as mulheres, em todos os pontos do globo, os meios para realizarem suas tarefas de costura de forma mais produtiva, reduzindo os custos e o tempo despendido na confecção de roupas. E não demorou muito para que a marca SINGER se tornasse líder de mercado e sinônimo de costura através de gerações e gerações. Além é claro, de um dos produtos que mais simbolizaram uma parte da independência financeira das mulheres.



A ideia de se costurar através de uma máquina surgiu no ano de 1760 e passou muito tempo despercebida. Inúmeros inventores desenvolveram projetos e patentearam novos modelos de máquinas de costura, porém nenhum deles era prático. Mas essa história começou a mudar em 1850 na cidade de Boston, quando o senhor Isaac Merrit Singer, um americano que era mecânico, ator de teatro e inventor, conheceu, na oficina do Sr. Orson Phelps, uma máquina de costura. Ao observar algumas máquinas em funcionamento, ele propôs substituir a agulha curva por uma reta e fazer a laçadeira mover-se em vai e vem (e não em círculos). A grande vantagem da máquina do senhor Singer era permitir costuras em qualquer sentido, não só em linha reta. Em onze dias e ao custo de apenas US$ 40, estava pronta a primeira máquina de costura que era realmente eficiente para uso doméstico. O novo produto iria revolucionar o milenar processo de recortar, modelar, armar e unir pedaços de tecidos para confeccionar roupas. Singer solicitou uma patente em 1851, concedida no dia 12 de agosto, e continuou a aprimorar sua máquina até sua morte em 1875 aos 63 anos, incluindo o pedal de acionamento e uma contínua alimentação das rodas.



Ainda em 1851, o Sr. Isaac Singer, juntamente com Edward B. Clark, um advogado de Nova York, fundou a empresa I.M. Singer & Co., que inicialmente enfrentou sérios problemas para introduzir seu produto no mercado, pois o público não acreditava que a máquina funcionava corretamente. Mas, aos poucos, o produto foi ganhando credibilidade. Dois anos depois do início das vendas ao público, a marca já era líder do mercado americano e passou a produzir seus produtos em instalações na cidade de Nova York. Em 1855, a empresa ingressou no mercado francês, dando início a sua expansão internacional. Além disso, conquistou o primeiro prêmio na Exposição Universal de Paris. Visando facilitar a compra das máquinas, a SINGER foi pioneira na introdução do sistema de vendas a prazo neste mesmo ano. Com isso, deu crédito às mulheres sem a interferência do marido, uma atitude ousada para a época, pois era preciso solicitar. Pouco depois, em 1857 inaugurou seu primeiro showroom em plena Broadway, e no ano seguinte iniciou suas operações no Brasil.



Em 1861, pela primeira vez na história da empresa, suas vendas internacionais superaram as domésticas. A empresa crescia no mercado mundial e o nome SINGER se firmava cada vez mais como sinônimo de máquina de costura. Em 1867 a empresa inaugurou sua primeira fábrica fora dos Estados Unidos, na cidade de Glasgow na Escócia. Em 1890 a empresa atingiu a impressionante marca de 80% de liderança no mercado mundial, operando fábricas em vários países. Logo após a virada do século, em 1903, as vendas atingiram mais de 1.3 milhões de unidades, com a empresa oferecendo cerca de 40 modelos diferentes de máquinas de costura. Passada a Primeira Guerra Mundial, a SINGER adotou uma estratégia diferente na abordagem de seus clientes com a inauguração de seu primeiro SINGER SEWING CENTER (Centro de Costura Singer) na cidade de Nova York, um local onde as mulheres podiam fazer cursos de costura e ter um maior contato com os produtos da empresa. Até 1951 esses centros já haviam treinados mais de 400.000 mulheres.



No final desta década, existiam nove fábricas da SINGER espalhadas pelo mundo, empregando 27.000 pessoas e produzindo mais de 3.000 modelos de máquinas de costura diferentes. Durante a Segunda Guerra Mundial, a SINGER praticamente paralisou todas as linhas de produção ao redor do mundo, voltando-se totalmente para suprir as necessidades do exército americano. Em 1951, enquanto a SINGER comemorava 100 anos de existência, iniciava-se a construção daquela que seria a primeira fábrica de máquinas de costura da América Latina, localizada no Brasil. No ano seguinte lançou a primeira máquina de costura em zigue-zague chamada “Slant-O-Matic”.

Em 2004 a SINGER foi adquirida pelo fundo de investimento Kohlberg & Company.



Linha do tempo



1889

● Lançamento da primeira máquina de costura elétrica verdadeiramente prática.

1921

● Lançamento da máquina de costura elétrica portátil.

1929

● Em uma estratégia de diversificar sua linha de produtos, a SINGER lança no mercado seu primeiro aspirador de pó.

1949

● Desenvolvimento de uma máquina de costura com capacidade para fazer até 4.000 pontos por minuto.

1968

● Lançamento no mercado brasileiro da máquina doméstica MULTIPONTO, modelo inovador para a época, porque além de fazer os pontos retos e ziguezague, era possível também fazer vários pontos decorativos.

1975

● Lançamento no mercado brasileiro da ATHENA 2000, primeira máquina de costura eletrônica do mundo. A máquina, que apresentava luz embutida e duas velocidades, facilitava a seleção dos pontos com desenhos circulares, flores e motivos infantis.

1978

● Lançamento da primeira máquina de costura controlada por computador.

1990

● Lançamento da QUANTUM, uma linha de máquinas de costura especificamente voltada para profissionais que necessitavam de alta performance e fácil manuseio.

● Lançamento no Brasil da primeira máquina overlock doméstica.

● Lançamento do MAGIC STEAM IRONING PRESS, um ferro de passar para uso doméstico com controle de temperatura e dispositivo de segurança para não queimar as roupas. O modelo, idêntico aos usados em lavanderias e alfaiatarias, reduzia pela metade o tempo de passar roupas.

● Lançamento de uma linha de máquinas de costura em overlock de alto desempenho.

2010

● Lançamento de novos modelos de máquinas eletrônicas, que se destacavam pela facilidade de uso, ajustes e variedades dos pontos, além da costura sem a necessidade de pedal.





http://mundodasmarcas.blogspot.com.br/2006/07/singer-machine-in-every-home.html

http://mundodasmarcas.blogspot.com.br/2006/07/singer-machine-in-every-home.html

https://www.google.com.br/search?q=M%C3%81QUINA+DE+COSTURA+SINGER+PORT%C3%81TIL+-+MARROM&hl=pt-BR&biw=1920&bih=841&site=webhp&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ved=0ahUKEwihyc6m05jMAhUCEpAKHayBD0YQsAQIJw&dpr=1#imgrc=RtyiZM2arAKEIM%3A

https://pt.wikipedia.org/wiki/Singer_Corporation

https://www.google.com.br/search?q=SINGER+GABINETE+CHIPANDELLE+wikipedia&biw=1366&bih=599&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjsr6Sr_YbOAhUGGZAKHXMyDf8Q_AUIBygC#tbm=isch&q=maquina+de+costura+SINGER+elna+antiga&imgrc=wcDvB3aHLuZ3pM%3A