Voltar para o site coopermiti

“Acreditamos que o único
caminho para a mudança de
comportamento é através da
educação.”

MÁQUINA DE ESCREVER ELETRÔNICA CASIO WRITER Cw 16

Empresa: Casio Computer Co., Ltd.



Casio

Casio Computer Co., Ltd. (カシオ計算機株式会社, transl. Kashio Keisanki Kabushiki gaisha) é uma empresa multinacional de origem japonesa com sede em Shibuya, Tóquio fundada em 1946 pelo engenheiro Tadao Kashio. É conhecida pelos seus produtos eletrônicos como relógios de pulso, calculadoras, câmeras digitais e dicionários eletrônicos.

História

Seu primeiro produto lançado não foi eletrônico. Trata-se do cachimbo yubiwa, que era um anel onde era possível encaixar um cigarro aceso. Por curiosidade, o produto se tornou um grande sucesso, pois permitia fumar os cigarros por completo, além de deixar as mãos do fumante livres para trabalhar. Estas características eram importantes no Japão depois da Segunda Guerra Mundial, pois o preço dos cigarros era muito alto.

Em 1949 passou a investir os lucros obtidos com o cachimbo yubiwa para desenvolver calculadoras. Em 1954 passou a produzir calculadoras eletro-mecânicas do tamanho de mesas pelo preço de 485.000 ienes. Foi a primeira empresa a produzir uma calculadora elétrica compacta em 1957. No mesmo ano foi criada a Casio Computer Co. Ltd[5] [6] .

Os produtos começaram a ganhar popularidade nos Estados Unidos e Kashio começa a exporta-los nos anos 70. Em 1972 Casio lança o primeiro Casio Palm mini. E dando continuidade ao segmento eletrônico, Casio lança em 1975 Casiotron, um relógio digital capaz de mostrar ano, mês, data, hora, minutos e segundos. Nesta mesma época, Casio abre uma subsidiária no Reino Unido.

Em 1980 a companhia lançou Casiotone 201, um instrumento eletrônico musical. Nos anos 90 a empresa começa a comercializar LCDs (Displays de Cristal Líquido) e em 1995 lança primeira câmera digital.

Em 2000 a empresa lança a primeira câmera embutida em relógio de pulso. E em 2002 a companhia entra definitivamente no mercado europeu com abertura do escritório na Alemanha, começando suas operações. Em 2004 a Casio e a Hitachi fundaram a Casio Hitachi Mobile Communications, uma joint ventura focada em produção de celulares. Durante o mesmo ano a empresa produziu suas primeiras lentes usando cerâmicas transparentes que possibilita a criação do zoom de lentes para as câmeras.

Em 2006 Casio abre uma subsidiária responsável por vendas e marketing de câmeras e relógios na Espanha chamada Casio Espana. E no mesmo ano outra subsidiária em Miami, Flórida, (Estados Unidos) responsável pelo mercado da América Latina. Em abril de 2008, a subsidiária Casio México Marketing, S. de R. L. de C.V. foi aberta. E em setembro do mesmo ano, Casio também marca território na Rússia.

Em janeiro de 2009 Casio inaugurou uma nova subsidiária no Brasil, responsável apenas por vendas no Brasil, chamada Casio Brasil Comércio de Produtos Eletrônicos LTDA, localizada em São Paulo, Brasil. No mesmo ano a companhia também iniciou mesmo processo na Itália, com a Casio Itália S.r.l..

Com aumento de demanda no mercado emergente da América Latina, Casio decidiu fechar o escritório em Miami que era responsável pelo mercado da América Latina e juntar suas operações todas no Brasil, São Paulo. Desde outubro de 2011, o escritório de São Paulo acumulou funções para o mercado Latino Americano por completo.

Máquina de datilografia

A máquina de escrever, máquina datilográfica ou máquina de datilografia é um equipamento mecânico, eletromecânico ou eletrônico equipado com teclas que, quando acionadas, movimentam tipos, que imprimem letras, números e símbolos no papel, facilitando e dando maior agilidade ao processo de escrita.

As primeiras máquinas de escrever produzidas foram as manuais, com acionamento mecânico das teclas. Posteriormente, surgiram as eletromecânicas, com base de funcionamento mecânico, auxiliado por um motor elétrico para diminuir o esforço e dar maior agilidade na escrita. Finalmente, surgiram as eletrônicas, com acionamento dos tipos em margaridas ou esferas, capazes de alcançar melhor velocidade e qualidade de impressão, além da possibilidade de correção dos erros, com fitas corretivas.

Os modelos mais recentes para escritórios possuíam memória interna e pequenos monitores, com uma forma próxima dos primeiros computadores pessoais.

Breve História

A Remington, que antes se dedicava apenas à produção de armas, foi a primeira empresa a investir na produção de uma máquina de escrever, em 1874, já com uma configuração bem próxima do modelo que se tornou popularmente conhecido em todo o mundo.

A partir de 1880, as máquinas de escrever passaram a ser adotadas pelo mercado corporativo, em busca da legitimação dos documentos comerciais que eram produzidos em todas as transações.

O aumento da demanda despertou o interesse das indústrias para o novo produto, primeiro nos EUA e, depois, na Europa, com a Alemanha sendo um dos principais polos, que em seguida se espalhou para os demais países industrializados.

O mercado de trabalho também cresceu com a necessidade de contratação de datilógrafos, capazes de operar as novas máquinas com velocidade e precisão. Com isso, as mulheres passaram a ter espaço nos escritórios, redações e cartórios, assumindo funções nas áreas administrativas, o que consistiu em um dos primeiros movimentos para a conquista dos direitos femininos.



Indústria da máquina de escrever no Brasil

No Brasil, as máquinas de escrever foram importadas até que passassem a existir as condições de instalação das primeiras indústrias metalúrgicas, a partir da criação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em 1941.

Primeiro, a americana Remington se instalou no Rio de Janeiro, em 1948, depois, a sueca Facit chegou a Minas Gerais, em 1955, e, finalmente, a italiana Olivetti passou a produzir em São Paulo, em 1959. Outras fábricas também surgiram mais tarde, como a Precisa S/A, de origem Suíça, em São Paulo, ou a IBM, especializada em máquinas eletrônicas para os escritórios.

Essas empresas focadas em máquinas de escrever entraram em decadência a partir do início da década de 1990, com a redução da demanda, porque o mercado passou a adotar os computadores e impressoras como alternativas mais eficientes para a produção de textos. A Facit S/A foi a última a continuar produzindo no Brasil, até o final da década de 1990, após ter a administração assumida pelos empregados, em um modelo de autogestão.

A invenção de um primitivo dispositivo de escrever mecanicamente é atribuída a Henri Mill em 1714.

O italiano Pellegrino Turri introduziu, em 1808, o sistema de Teclado. Posteriormente, o mecânico norte americano Carlos Thuber criou um modelo aperfeiçoado, com maior rapidez de escrita (1843). Outros nomes como os do norte-americano Burth, o inglês Jenkins, e o francês Pogrin, colaboraram para o aperfeiçoamento da máquina.

As primeiras máquinas imprimiam apenas em caracteres maiúsculos. Foi Brooks quem conseguiu a impressão dos caracteres maiúsculos e minúsculos.

As primeiras produzidas no fim do XIX deixavam os datilógrafos “às cegas”, porque o mecanismo tampava o papel e não era possível ver o que era digitado. O problema foi resolvido com a criação de um arranjo semicircular, que mantinha as barras de tipo afastadas da área de digitação.

A última fábrica que produzia máquinas de escrever não elétricas, a Godrej and Boyce em Bombaim, Índia, encerrou em 2011, depois de ter vendido menos de 1.000 exemplares no último ano, definitivamente tornou-se numa peça de museu.[2]

A invenção de um dispositivo mecânico de escrita no Brasil é atribuída ao padre Francisco João de Azevedo, nascido na Paraíba do Norte (atual João Pessoa) em 1827 e falecido em 1888. Professor de Matemática do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, integrante de uma família em que existiam mecânicos, constrói um modelo de máquina de escrever que apresentou na Exposição Agrícola e Industrial de Pernambuco em 1861, e na Exposição Nacional do Rio de Janeiro, em fins do mesmo ano, sendo premiado com a Medalha de Ouro.

A primeira patente norte-americana consta ser de William Austin Burt, de Detroit (1829), cujo conteúdo foi destruído pelo incêndio do Escritório de Patentes de Washington, em 1836. Para maiores esclarecimento ler “inventores brasileiros injustiçados".







https://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1quina_de_escrever

https://pt.wikipedia.org/wiki/Casio

https://www.google.com.br/search?q=CASIO++m%C3%A1quina+de+datilografia+WIKIPEDIA&hl=pt-BR&biw=1920&bih=805&site=webhp&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjg6crb8prMAhULfZAKHUXaDkgQ_AUIBygC#hl=pt-BR&tbm=isch&q=CASIO++m%C3%A1quina+de+datilografia+&imgdii=-eIUM3moAcaUvM%3A%3B-eIUM3moAcaUvM%3A%3B4AQ478oY6n75jM%3A&imgrc=-eIUM3moAcaUvM%3A

http://img.olx.com.br/images/07/075607003551793.jpg