Voltar para o site coopermiti

RÁDIO TOCA FITAS MECCA AUTO REVERSE

Ano: Década de 70



Toca-fitas

Toca- fitas ou leitor de cassetes é o aparelho eletro-eletrônico que decodifica as informações armazenadas em fitas magnéticas, e as transforma em som.

A fita magnética é inserida no compartimento apropriado, onde é posta em contato com uma cabeça magnética, que capta as variações do campo magnético que fôra previamente impresso sobre a fita. Um circuito eletrônico amplifica o sinal obtido e o aplica sobre um ou dois alto-falantes, que completam a transformação da informação em som.

O toca-fitas foi desenvolvido com o intuito de processar informações analógicas, mas seu uso logo se estendeu ao mundo digital, tendo sido adaptado para comunicar-se com os PCs mais antigos.

Com a miniaturização e o barateamento, o toca-fitas tornou-se um acessório comum em veículos automotores, e foi incorporado ao walkman. Como objeto de consumo de massas, o toca-fitas é considerado obsoleto, tendo sido substituído por outras mídias mais versáteis, mais duráveis e mais eficientes. Contudo, o mesmo princípio ainda é bastante aplicado para backup de grande volume de dados, nos sistemas de fita magnética.

Fita cassete

A fita cassete ou compact cassette é um padrão de fita magnética para gravação de áudio lançado oficialmente em 1963, invenção da empresa holandesa Philips. Também é abreviado como K7.

O cassete era constituído basicamente por dois carretéis, a fita magnética e todo o mecanismo de movimento da fita alojados em uma caixa plástica, isto facilitava o manuseio e a utilização permitindo que a fita fosse colocada ou retirada em qualquer ponto da reprodução ou gravação sem a necessidade de ser rebobinada como as fitas de rolo. Com um tamanho de 10 cm x 7 cm, a caixa plástica permitia uma enorme economia de espaço e um excelente manuseio em relação às fitas tradicionais.

O audiocassete ou fita cassete foi uma revolução difundindo tremendamente a possibilidade de se gravar e se reproduzir som. No início, a pequena largura da fita e a velocidade reduzida (para permitir uma duração de pelo menos 30 minutos por lado) comprometiam a qualidade do som, mas recursos tecnológicos foram sendo incorporados ao longo do tempo tornando a qualidade bastante razoável. Recursos como: novas camadas magnéticas (Low Noise, Cromo, Ferro Puro e Metal), cabeças de gravação e reprodução de melhor qualidade nos aparelhos e filtros (Dolby Noise Reduction) para redução de ruídos.

Os primeiros gravadores com áudio cassete da Philips já eram portáteis, mas no final dos anos 70 com a invenção do walkman pela Sony, um reprodutor cassete super compacto de bolso com fones de ouvido, houve a explosão do som individual.







http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-729085994-toca-fitas-mecca-dos-anos-70-funcionando-_JM

https://pt.wikipedia.org/wiki/Toca-fitas

https://pt.wikipedia.org/wiki/Fita_cassete

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-741441514-radio-tocafita-mecca-antigo-ano-70-_JM