Voltar para o site coopermiti

SECADOR E MODELADOR DE CABELOS ARNO

Empresa: Arno

Ano: Década de 60



Arno

A Arno, é uma empresa brasileira de produtos eletrodomésticos, focada principalmente em produtos eletro portáteis.

História

Em 1882, Carlo Arnstein, primeiramente, cria uma empresa que importava café principalmente do Brasil. Carlo Arnstein era de uma família italiana de Trieste, na época, território do antigo Império Austro-Húngaro.

Em 1938, depois da Primeira Guerra Mundial, Hans Arnstein, filho de Carlo Arnstein, que depois fora rebatizado de João Arnstein, cria a Construções Eletromecânicas Brasileiras Ltda. Materiais Elétricos, empresa especializada na fabricação e comercialização de motores elétricos. Além de ter um novo nome de batismo, João Arnstein se naturaliza brasileiro entre 1922 e 1923.

Felippe Arno, o filho de João, foi presidente da empresa de 1957 até 1997. A empresa participou do começo do processo de industrialização no Brasil, tendo a cidade de São Paulo como porta de entrada.

Em 1944, a então Construções Eletromecânicas Brasileiras se funde com a Intermares, Brasselva e Siltex, formando a Empresas Reunidas e Comércio Arno S.A.

Em 1945, a Arno é criada, com dez mil cruzeiros. O nome da empresa é devido ao fato de Carlo Arnstein escrever o nome Arno nas sacadas de café que ele comercializava.

Em 1949, o design dos produtos era feito pela empresa americana Sears, Roebuck & Co. Nesse ano, a Arno já comercializava seus produtos em todo o país.

Em 1952, as ações da empresa passam a ser cotadas na antiga Bolsa de Valores do Brasil. Nesse ano, Hans Arnstein passa a se chamar João Arnstein Arno.

Em 1957, João Arnstein Arno morre, e seu filho, Felippe Arno, se torna presidente da empresa.

Em 1961, a empresa exportava liquidificadores para a Europa.

Em 1964, a Arno se associa a empresa Asea Industrial S/A, para aumentar e melhorar a produção dos produtos.

Em 1965, a empresa começa a exportar liquidificadores para outros países da América Latina.

Em 1971, a empresa é associada da Delco Remy, e da Delco Eletronics, comercializando produtos automobilísticos.

Secador de cabelo



Antes do aparecimento do secador de cabelo elétrico várias técnicas pouco cómodas eram utilizadas, entre elas, secar o cabelo com o ferro de engomar e utilizar uns ferros cilíndricos, previamente aquecidos no fogão, para formar caracóis.

Em 1920 surgem os primeiros secadores de cabelo elétricos, nascidos da combinação entre uma resistência idêntica à dos aquecedores e um motor semelhante ao dos aspiradores. Os primeiros modelos eram feitos de crómio, alumínio ou aço inoxidável e o cabo era feito de madeira, o que os tornava pesados e mais difíceis de manejar.

Nos anos 30, um novo material começou a ser utilizado, a baquelita. É um plástico resistente ao calor e, para além disso, pode ser moldado e assumir várias cores e feitios, como a imitação da madeira do secador Supreme da Hawkins, Inglaterra.



A descoberta do plástico como material mais facilmente moldável, mais leve e mais atraente, permitiu criar uma maior variedade de formas e estilos, tendo sempre em conta o lado prático do invento. Vários modelos foram postos no mercado a partir de então até aos nossos dias, como por exemplo, o secador portátil de Reinhold Weiss (1964).

É considerado um elemento indispensável em qualquer casa ou cabeleireiro, principalmente se tivermos em conta a importância que a moda e a beleza têm nos dias de hoje.





http://www.infopedia.pt/$secador-de-cabelo

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-714617404-secador-e-modelador-antigo-de-cabelos-arno-_JM

https://pt.wikipedia.org/wiki/Arno

https://www.google.com.br/search?q=SECADOR+E+MODELADOR+DE+CABELOS+ARNO&hl=pt-BR&biw=1920&bih=932&site=webhp&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiFjKH10ajOAhVGGpAKHSZMC1QQ_AUIBygC#imgrc=2hEUa-9mrwKPHM%3A