Voltar para o site coopermiti

“Acreditamos que o único
caminho para a mudança de
comportamento é através da
educação.”

WALKMAN AIWA HS-Tx 410

Empresa: Aiwa Co. Ltd.

Ano: Década de 80



AIWA

Aiwa foi uma empresa japonesa de eletrônica fundada em 1951.

Aiwa Co., Ltd. é um fabricante líder de produtos de áudio, incluindo aparelhos de som fone de ouvido, sistemas Minicomponent estéreo, aparelhos de som portáteis, leitores de minidisc, aparelhos de CD e cassete, e sistemas de som do carro. Quase 86 por cento do faturamento da empresa são derivados de tais produtos de áudio. A empresa também fabrica e vende produtos visuais, tais como videocassetes, televisores a cores, aparelhos de DVD, e sintonizadores de televisão digital via satélite, este sector representa cerca de 12 por cento das vendas. Na categoria "outros" responsáveis pelo restante das vendas, Aiwa está envolvido na produção de dispositivos periféricos de computadores, tais como modems, adaptadores de terminal, e alto-falantes, e de termos o que a empresa "a vida produtos de cortesia", como purificadores de ar e umidificadores.

Aiwa fabrica mais de 89 por cento de sua produção fora do Japão, com uma forte ênfase no baixo custo Nações do Sudeste Asiático de Cingapura, Malásia e Indonésia. A empresa também está fortemente dependente de vendas no exterior, com mais de 80 por cento do total das receitas geradas fora do Japão, com 43 por cento na América do Norte e do Sul, 25 por cento na Europa, e 13 por cento nas áreas da Ásia fora do Japão e em outras regiões . Embora oficialmente uma empresa afiliada da gigante dos eletrônicos Sony Corporation, que detém 50,6 por cento da empresa, Aiwa orgulha-se sobre o seu funcionamento independente e concorre diretamente com a Sony em várias categorias de produtos.





História

A história da empresa começou em 1951 no Japão de forma meio obscura com a fundação da Aiko Denki Sangyo Company, uma fabricante de equipamentos de áudio, especialmente microfones. Em outubro de 1959 a empresa trocou seu nome para AIWA COMPANY. O nome “Aiwa” foi escolhido por conter som semelhante às palavras em japonês AI (Amor) e WA (Harmonia). No ano de 1964 a AIWA desenvolveu e lançou no mercado o primeiro gravador cassete do Japão chamado TP-707, e, nos anos seguintes, desenvolveu uma completa linha de produtos de áudio e vídeo que conquistou milhões de consumidores japoneses por sua alta qualidade. A década de 70 foi marcada por uma agressiva expansão internacional com seus produtos sendo introduzidos em vários mercados como o americano, inglês e alemão. Em consequência disso, a linha de produtos da marca foi aumentada e seu faturamento também (65% eram provenientes do mercado estrangeiro).

Em 1980 introduziu no mercado o TP-S30, um fone de ouvido estéreo, que durante anos se tornaria um dos produtos de maior sucesso da marca japonesa; no ano seguinte, vídeos cassetes, ingressando em um novo segmento; e quatro anos depois inaugurou seu centro tecnológico. No final desta década, em 1988, lançou no mercado o modem para uso profissional. A AIWA começou a operar oficialmente no Brasil em 1996, através de uma parceria com a empresa CCE.

No ano seguinte passou a ser uma marca importante no segmento de som para automóveis com o lançamento de CD Player nos Estados Unidos. Mas, quando a revolução digital começou, no fim da década de 90, a AIWA estava mal equipada para fabricar produtos que os consumidores desejavam, levando-a assim quase à falência. Mesmo vivendo um período difícil, a marca introduziu algumas novidades em sua linha de produtos, como em 2000 quando lançou no mercado o primeiro aparelho de gravação compacto para formato MP3; e no ano seguinte ao lançar o menor e mais leve aparelho compacto de MD (Mini Disc). Poucos anos depois, em 2002, a japonesa AIWA já não tinha mais forças para andar com as próprias pernas no competitivo mercado de produtos eletroeletrônicos.

Para tentar resolver o problema, o presidente mundial da Sony, Kunitake Ando, decidiu tomar as rédeas do negócio. Pagou US$ 114 milhões em ações para assumir o controle total da empresa, da qual já detinha 61% de participação, adquirida no final da década de 60. A partir deste momento a AIWA deixava de ser uma empresa independente e passava a ser uma divisão da gigante Sony. Foi o início de uma enorme e dolorosa reestruturação, com demissões e cortes de custos. Em janeiro do ano seguinte as mudanças já podiam ser detectadas: a marca AIWA foi relançada no mercado mundial com um novo posicionamento, direcionado para um público jovem consumidor de produtos eletrônicos ligados a computação.

Apesar dos lançamentos de novos produtos, incluindo aparelhos de áudio portátil como Discman e rádio-gravador com CD, (além de aparelhos de DVDs e tocadores digitais MP3), a marca AIWA não conseguiu se recuperar no mercado mundial e atualmente é utilizada pela sua proprietária como laboratório para novas tecnologias e para produtos de preços mais acessíveis em mercados restritos no mundo.

Walkman

Walkman® é uma marca registada pertencente à Sony Corporation. É uma marca popular de uma série de tocadores ou leitores de áudio portáteis pertencente à Sony. O termo Walkman também é utilizado para se referir a aparelhos portáteis similares de reprodução de áudio estéreo de outros fabricantes. Com sua chegada, costuma-se dizer que mudaram os hábitos musicais, uma vez que cada pessoa pode carregar e ouvir seus sons preferidos e, principalmente, sem incomodar outras pessoas. Em março de 2007, a Sony prolongou a marca para Walkman Video, para lançamento do NW-A800, primeiro tocador portátil Walkman que reproduz vídeos flash.O Walkman original foi criado em 1979 no Japão e levava o nome de Soundabout, no exterior. Foi criado pelo coordenador do setor de áudio da Sony Nobutoshi Kihara para um dos sócios da empresa, Akio Morita, que queria escutar ópera durante seu trabalho desgastante. Morita odiou o nome Walkman e pediu para ser alterado. Mas uma campanha de divulgação com o nome Walkman já tinha sido iniciada e alterá-lo sairia demasiado caro.

Quando o primeiro aparelho ficou pronto, em abril de 1979, os vendedores não ficaram muito entusiasmados com a ideia e afirmaram que o Walkman venderia pouco. Akio Morita que acreditava no novo produto, então, propôs um desafio: se o Walkman não vendesse pelo menos 100 mil unidades em seus dois primeiros anos de mercado, ele renunciaria à presidência da Sony. Akio ganhou a aposta e naquele período cerca de 1,5 milhões de tocadores de áudio Walkman foram vendidos.

História e design

O Walkman original azul e prateado, modelo TPS-L2, foi colocado à venda no Japão em 1 de julho de 1979. No Reino Unido recebeu estereofonia (estéreo) e duas entradas para minifones, permitindo a duas pessoas ouvirem o mesmo aparelho ao mesmo tempo (embora fosse vendido com apenas um par de fones de ouvido). Também recebeu um botão chamado pressman, que ativava um microfone interno e cancelava parcialmente o som da fita cassete e permitindo o usuário falar sobre a música reproduzida. As duas entradas e o botão pressman foram excluídos do segundo modelo de Walkman.

Alguns aparelhos também possuem a capacidade de gravação. O Sony Walkman de maior qualidade de gravação foi o Walkman Professional WM-D6C, introduzido em 1984, de capacidade comparável com as de gravadores de cassete de sistemas não-portáteis. Incomum para um dispositivo portátil, o Walkman profissional teve medidores brilhantes do nível de gravação e que permitia-lhes o controle manual. Sua alimentação se dava por quatro pilhas AA ou corrente contínua elétrica local. Foi muito utilizado por jornalistas e desenvolveu um elo com entusiastas de som de alta fidelidade. Pouco comum para consumidores de produtos eletrônicos, esteve em produção, inalterada, por 20 anos. Um disco compacto de Henry Rollins foi gravado utilizando apenas um Walkman Pro.

Em uma competição feroz, primeiramente com Toshiba (Walky), Aiwa (CassetteBoy) e Panasonic, na década de 1980, a Sony atualiza o Walkman para o modelo WM-DD9 que apenas reproduz músicas. Lançado em 1989, durante o 10º aniversário do Walkman. É o único Walkman da história auto-reverso a usar dois motores e sistema de movimentação de disco similar para assegurar uma velocidade exata para os dois lados da fita cassete (somente um motor opera por momento, dependendo do lado da fita cassete que está sendo executado). O consumo de bateria também foi reduzido requerendo apenas uma pilha AA para funcionamento; adaptador para corrente contínua local opcional. É também equipado com uma cabeça de amorfa apertada que obtinha uma escala de frequência entre 20 e 20.000 Hz.

Na década de 1990, as fitas cassete foram, de modo geral, "passadas para trás" pelas emergentes tecnologias digitais, como CD, DAT e MiniDisc. Após 2000, os leitores de áudio portátil Walkman (e similares) que utilizam fita cassete tiveram suas produções reduzidas expressivamente.



Características do produto

• Rádio estéreo

• Fita cassete Player

• Auto reverse





https://www.google.com.br/search?q=WALKMAN+AIWA+HS-TX410&hl=pt-BR&biw=1920&bih=841&site=webhp&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiRkP6c8IbNAhVDE5AKHVx1BuYQ_AUIBigB#imgrc=DdWi98LHPf9RGM%3A

https://pt.wikipedia.org/wiki/Aiwa