Voltar para o site coopermiti

“Acreditamos que o único
caminho para a mudança de
comportamento é através da
educação.”

CARTUCHO ATARI APPLE VISION

Ano: Década de 80



Atari

Atari 2600 é um videogame projetado por Jay Miner e lançado em 11 de setembro de 1977 nos Estados Unidos e em 1983 no Brasil. Considerado um símbolo cultural dos anos 80, foi um fenômeno de vendas no Brasil entre os anos de 1984 a 1986 e seus jogos permanecem na memória de muitos que viveram a juventude nesta época.

Apesar de não estar descontinuado formalmente, o 2600 não foi separado por dois anos depois da venda da Atari em 1984 pela Warner para Jack Tramiel (fundador da Commodore), que queria se concentrar em computadores pessoais.

Ele congelou todo o desenvolvimento de jogos de console, incluindo o jogo Garfield para o Atari 2600 e o port Super Pac-Man para o Atari 5200. Em 1986, uma nova versão do 2600 foi lançada. A nova versão redesenhada do 2600, chamada não oficialmente de 2600 Jr., apresentava uma forma reduzida e mais barata, com uma cara mais moderna muito parecida com o Atari 7800.

O 2600 redesenhado foi vendido como sendo uma plataforma de jogos mais barata (abaixo de 50 dólares) que tinha a possibilidade de rodar uma vasta biblioteca de jogos clássicos. Com sua reaparição veio o ressurgimento de desenvolvimento de software da Atari e de algumas empresas terceiras (notavelmente a Activision, Absolute Entertainment, Froggo, Epyx, e Exus).

O Atari 2600 continuou a ser vendido nos EUA e Europa até 1990, e na Ásia até o começo de da década de 1990. A última versão licenciada do 2600 a ser lançada foi o KLAX em 1990. O console também foi muito popular no Brasil. Até 1983, quando foi oficialmente lançado no Brasil, pela Polyvox em parceria com a Atari, a plataforma tinha de ser importada, mas o sistema de TV NTSC era incompatível com o sistema de TV brasileiro PAL-M e assim, precisavam de uma conversão, que muitas vezes alterava as cores originais dos jogos, de modo que os Atari 2600 comercializados no Brasil, tiveram várias revisões. As primeiras sofriam de um superaquecimento do regulador de tensão da placa principal, fazendo o videogame travar, gerando a lenda de que o cartucho tinha de ficar frio e assim, muitos deles tiveram seus rótulos furados, para a tristeza dos colecionadores. Muitos clones da plataforma foram fabricados no Brasil por marcas como Dactar, Dismac, Microdigital, CCE e Dynacom, que, além da plataforma, também faziam acessórios e comercializavam os jogos, muitas vezes adulterando-os para que aparecesse sua marca ao invés da marca original, ou que a suprimisse, criando uma indústria paralela de cartuchos piratas, hoje bastante procurados por colecionadores estrangeiros.

Através de sua vida, foi estimada a produção de 40 milhões de unidades e sua lista de jogos é de mais de 900 títulos comerciais até 1991, sem contar muitos "homebrew games", desenvolvidos por programadores independentes.

O Atari 2600 foi oficialmente aposentado no dia 1º de janeiro de 1992, tornando-se o videogame de maior vida na história de jogos dos EUA. Ele teve uma vida útil de 14 anos e 2 meses - aproximadamente três vezes mais que a vida 'normal' de um console.

Muitos programadores ainda fazem jogos novos para o Atari 2600, utilizando-se inclusive de ferramentas modernas de programação como o Visual Batari Basic, enquanto outros optam por explorar suas habilidades em Linguagem de Máquina ("Assembly 6502") utilizando o hardware do Atari 2600 como referência devido ao desafio de se programar algo significativo numa plataforma limitada e sem BIOS, ou seja, todas as rotinas do programa, incluindo entradas, saídas, som e controle de vídeo, não são pré-programadas numa ROM como outras plataformas (como o Odyssey2, também muito popular no Brasil na época do auge do Atari 2600) e têm de ser programadas muitas vezes "do zero".

O console e seus velhos e novos jogos são muito populares entre colecionadores por causa de seu importante impacto na história dos vídeo games e eletrônicos e também por seu valor nostálgico em muitas pessoas. Por isso, muitos clones modernos do Atari 2600 ainda estão no mercado. Um exemplo é o Atari Classics 10-in-1 TV Game produzido pela Jakks Pacific, que simula o console 2600 e inclui versões convertidas de 10 jogos em um joystick parecido com o joystick do Atari que tem os cabos para ligar em televisores modernos.

Cartuchos especiais modernos, como o Krocodile Cart e o Harmony, permitem que se arquivem várias ROMS de jogos neles, de modo que possam ser selecionados através de um menu.

O símbolo da Atari se tornou um logotipo-ícone da cultura pop.



Características do produto

• Cartuchos multi- jogos diversos títulos

• Quatro jogos por cartucho

• Uso no Atari







https://www.google.com.br/search?q=cartucho+apple+vision&biw=1920&bih=901&tbm=isch&imgil=7Hd4iDYUjYMuaM%253A%253BU7pW8tY5bXm_CM%253Bhttp%25253A%25252F%25252Fgames.mercadolivre.com.br%25252Fgames%25252Fcartucho-apple-vision-4-jogos-atari&source=iu&pf=m&fir=7Hd4iDYUjYMuaM%253A%252CU7pW8tY5bXm_CM%252C_&usg=__qT861Ilb_nLSd1HWEcedzdCzEv4%3D&ved=0ahUKEwj13deW09DPAhVLEpAKHTedDxQQyjcILw&ei=0MD7V_U1y6TABLe6vqAB#imgrc=tY82rIcASPlN2M%3A