Voltar para o site coopermiti

“Acreditamos que o único
caminho para a mudança de
comportamento é através da
educação.”

COMPUTADOR IBM 3174-11r

Empresa: International Business Machines (IBM)

Ano: 1994



IBM

International Business Machines (IBM) é uma empresa dos Estados Unidos voltada para a área de informática.

A empresa é uma das poucas da área de Tecnologia da Informação (TI) com uma história contínua que remonta ao século XIX. A IBM fabrica e vende Hardware e Software, oferece serviços de infra-estrutura, serviços de hospedagem e serviços de consultoria nas áreas que vão desde computadores de grande porte até a nanotecnologia. Foi apelidada de "Big Blue" por adotar o azul como sua cor corporativa oficial, em português "Grande Azul".

Com mais de 398.455 colaboradores em todo o mundo, a IBM é a maior empresa da área de TI no mundo. A IBM detém mais patentes do que qualquer outra empresa americana baseada em tecnologia e tem 15 laboratórios de pesquisa no mundo inteiro. A empresa possui cientistas, engenheiros, consultores e profissionais de vendas em mais de 150 países. Funcionários da IBM já ganharam cinco prêmios Nobel, quatro Prêmios Curinga (conhecido como o Nobel da computação), dentre vários outros prêmios.



IBM PC

O IBM PC (Personal Computer ou "computador pessoal") foi a versão original e progenitor da plataforma de hardware dos "IBM PC compatíveis". Lançado em 12 de Agosto de 1981, o modelo original recebeu a denominação IBM 5150. Seu desenvolvimento ficou a cargo de uma equipe de doze engenheiros e projetistas sob a direção de Don Estridge da IBM Entry Systems Division em Boca Raton, Flórida.

A expressão "Personal Computer" ("Computador Pessoal") era de uso comum antes de 1981, e foi usada em 1972 para caracterizar o Alto do Xerox PARC. Todavia, devido ao sucesso do IBM PC, o que tinha sido um termo genérico passou a significar especificamente um microcomputador compatível com a especificação da IBM.

O conceito IBM PC

O PC original foi uma tentativa da IBM de entrar no mercado de computadores domésticos, então dominado pelo Apple II e por uma legião de máquinas CP/M.

Em vez de passar pelo processo de planejamento usual da IBM, o qual tinha falhado em criar um microcomputador de baixo custo (tendo, por exemplo, o malogrado IBM 5100), um grupo especial de trabalho foi formado com a autorização de ignorar as restrições normais da companhia e trazer algo para o mercado rapidamente. A este projeto foi dado o nome-código de Projeto Xadrez.

O grupo consistia de apenas 12 pessoas, encabeçado por Don Estridge. Eles foram bem-sucedidos — o desenvolvimento do PC levou cerca de um ano. Para conseguir isto, eles decidiram preliminarmente construir a máquina com peças facilmente encontráveis no mercado, de uma grande variedade de fornecedores OEM e de diversos países; anteriormente, a IBM tentara utilizar apenas componentes desenvolvidos por ela mesma. Em segundo lugar, eles resolveram utilizar uma arquitetura aberta para que outros fabricantes pudessem produzir e vender máquinas compatíveis; para tal, as especificações do BIOS foram publicadas. Com isso, a IBM esperava manter sua posição no mercado cobrando "royalties" pelo licenciamento do BIOS e se mantendo à frente da concorrência.

Na época, Don Estridge e equipe cogitaram em usar o processador 801 e respectivo sistema operacional, que haviam sido desenvolvidos no laboratório de pesquisa da IBM em Yorktown Heights, Nova York (o 801 foi um precursor dos microprocessadores RISC, projetado por John Cocke e seu grupo). O 801 era pelo menos uma ordem de magnitude mais potente do que o Intel 8088, e seu sistema operacional estavam muitos anos à frente do MS-DOS da Microsoft, que acabou sendo o escolhido. Excluir uma solução doméstica tornou o trabalho do grupo muito mais fácil e pode ter evitado atrasos no cronograma, mas as conseqüências finais desta decisão para a IBM foram desastrosas.

Para azar da IBM, outros fabricantes rapidamente desenvolveram suas próprias versões do BIOS através de engenharia reversa — e com isso não precisavam pagar mais "royalties" à companhia. Em Junho de 1982, a Columbia Data Products lançou o primeiro IBM PC compatível, o MPC (Multi Personal Computer), cuja configuração básica, por US$ 1500 a menos, ostentava itens que eram opcionais no IBM PC padrão (o MPC básico oferecia 128 KiB de RAM, duas portas seriais e uma paralela). Em Novembro de 1982, a Compaq anunciou seu primeiro "clone" do IBM PC (embora ele só tenha sido comercializado a partir de Março de 1983), que foi também o primeiro IBM PC compatível portátil.

Quando o IBM PC tornou-se um sucesso comercial, sua produção voltou ao usual controle gerencial da IBM, o que significou que os competidores tiveram pouco trabalho em assumir a liderança do mercado. Neste aspecto, a tradição da IBM em "racionalizar" suas linhas de produtos – restringindo deliberadamente o desempenho dos modelos mais baratos para evitar que eles "canibalizassem" os lucros dos modelos de maior valor – trabalhou contra ela.

Ainda em meados de 2006, modelos IBM PC e XT estavam em atividade na maioria dos postos de observação da alta atmosfera do Serviço Meteorológico dos Estados Unidos. Os computadores são utilizados para processamento dos dados enviados pelas radios sondas, transportados nos balões meteorológicos. Eles estão sendo gradualmente desativados ao longo de um período de vários anos, como parte de um programa de substituição das rádios sondas.



Características do produto

O IBM 3270 é uma classe de bloco orientada terminal de computador (às vezes chamados de dispositivos de visualização) introduzido pela IBM em 1971, normalmente usado para se comunicar com mainframes da IBM. O 3270 foi o sucessor do IBM 2260 display terminal. Devido à cor do texto sobre os modelos originais, estes terminais são informalmente conhecido como tela verde terminais. Ao contrário de um terminal de personagem-oriented, 3270 minimiza o número de I / O interrompe exigido pela transferência de grandes blocos de dados conhecidos como fluxos de dados, e usa uma interface de comunicação de propriedade de alta velocidade, usando o cabo coaxial.

Embora a IBM não fabricasse 3270 terminais, o protocolo IBM 3270 ainda é comumente usado através de emulação de terminal para acessar aplicativos baseados em mainframe. Assim, essas aplicações são muitas vezes referidos como aplicativos de tela verde. O uso de 3270 está diminuindo lentamente como mais e mais aplicativos de mainframe adquirir Web interfaces de, apesar de alguns aplicativos da Web simplesmente usar a técnica de " screen scraping " para capturar telas antigas e transferir os dados para front-ends modernos.



Controladores

• 3271 controlador remoto

• Controlador local 3272

• 3274 controlador de cluster (diferentes modelos poderia ser anexado canais ou remoto via BSC ou SDLC linhas de comunicação, e tinha entre oito e 32 portas co-AX)

• 3174 controlador de cluster

Em 1994 o "3174 Estabelecimento Controller", funcionou como anexo para vários hosts através de token ring, Ethernet, ou X. 25 , além de o canal padrão anexar ou SDLC, e apego do terminal via par trançado, Token Ring ou Ethernet, além de Co-ax. Também apoiaram a ligação de terminais assíncronos ASCII, impressoras e plotters ao lado de dispositivos 3270.







https://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=https://en.wikipedia.org/wiki/IBM_Systems_Network_Architecture&prev=search

http://www.redbooks.ibm.com/redbooks/pdfs/gg243061.pdf

https://www.google.com.br/search?q=COMPUTADOR+IBM+HG+22+HG+23&safe=active&rlz=1C1AVNG_enBR695BR695&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwirquCkjo_QAhXLIpAKHdh7DlQQ_AUICCgB&biw=1920&bih=950#safe=active&tbm=isch&q=IBM+3174-11&imgrc=Ek4zCbZWqnU8ZM%3A

https://pt.wikipedia.org/wiki/IBM_PC

https://pt.wikipedia.org/wiki/IBM