Voltar para o site coopermiti

“Acreditamos que o único
caminho para a mudança de
comportamento é através da
educação.”

FLOPPY DRIVE DISQUETES CHINON FR-506

Empresa: Chinon Industries Inc.

Ano: 1984



Chinon

Chinon Industries Inc. (チノン Chinon Kabushiki-gaisha) foi um fabricante de câmeras japonês. Kodak adquiriu uma participação majoritária na empresa em 1997, e fez uma subsidiária integral da Kodak Japão, Kodak Digital Centro de Produtos, Japan Ltd.(株式会社コダックデジタルプロダクトセンター Kabushiki-gaisha Kodakku Dejitaru Purodakuto Senta), Em 2004 , como subsidiária, ela continua a desenvolver modelos de câmera digital.

Eles fabricaram muitas câmeras, como a CG-5, que foi uma das primeiras câmeras a usar uma lente Auto Focus, que tinha que ser comprada separadamente. As lentes agora são raras. Eles eram pesados e tinham dois "olhos" infravermelhos no topo. Eles se conectavam por uma conexão de baioneta semelhante ao encaixe Pentax K, exceto que também tinham contatos elétricos que iria alimentar o motor com a imprensa do botão de disparo do obturador.

Outra câmera popular foi o CM-1, um, totalmente manual 35 milímetros câmera básica SLR favorecido por estudantes fotógrafos amadores porque era mais barato do que a rival Pentax K-1000 , mas poderia usar as mesmas lentes e acessórios. O CM-1 apresentava um sistema de medição de luz através da lente alimentado por bateria que utilizava um vermelho-acima, verde-médio e vermelho-abaixo para indicar se a velocidade do obturador / abertura estava sobre / ok / sob a exposição da imagem . Ele também usou um prisma de imagem dividida para determinar quando uma imagem foi devidamente focada. O CM-1 foi vendido através de lojas de descontos, tais como K-Mart durante os anos 1980 e provou ser muito durável e confiável. Chinon produtos de marca foram vendidos no Reino Unido através da cadeia de alta-rua Dixons, no mesmo período.

A maioria das câmeras SLR de Chinon usou a Pentax K-mount , que foi promovido pela Pentax como uma montagem universal e, portanto, Pentax permitiu e até incentivava outros fabricantes para utilizar a sua montagem. Isso ajudou a expandir o leque de ofertas de lentes para câmeras Chinon e Pentax.

Chinon também foi um fabricante de unidades de CD-ROM , scanners, calculadoras de bolso eletrônicas e unidades de disquete. Eles até se envolveram em VR com Cybershades para o PC, lançado no mercado dos EUA em 1995 por US $ 199.





Leitor de CD

Os reprodutores digitais foram desenvolvidos no final dos anos de 1980, com a promessa de melhorar a qualidade de áudio da alta fidelidade e da duplicação, e reduzir os ruídos e chiados das fitas cassete e dos discos de vinil. Para os consumidores, a revolução digital chegou sob a forma do CD. Diferente da fita analógica, o CD oferece um acesso aleatório, o que significa que se pode acessar diretamente às pistas no meio do disco sem ter que buscar em pistas prévias.

O CD é a abreviação de Compact Disc (Disco compacto). É compacto porque é capaz de armazenar mais informações num espaço bem menor do que os discos de vinil. No entanto ele é semelhante a este, pois nos discos de vinil, a agulha do toca-discos percorre os microssulcos, reproduzindo mecanicamente os sinais analógicos que os geraram. No CD, em vez dos sulcos, existe uma sequência de traços de um milésimo de largura e profundidade igual a um sexto dessa largura. As informações são gravadas por traços. A medida do comprimento de cada traço corresponde a cada informação. Não existe contato mecânico com esses traços: a leitura é feita por um finíssimo feixe de laser de 0,0009 mm. Porém, nos discos de vinil, a leitura da agulha é realizada da borda para o centro, acima do disco de vinil, enquanto que o leitor de CD realiza a leitura do centro para a borda e de baixo para cima. O feixe de laser focaliza a linha tracejada no disco e é refletido e separado do incidente e dirigido a um conjunto de detectores. Dessa forma, esses detectores podem "medir" o comprimento dos traços, tornando possível a leitura da informação, além de manter o feixe na trilha correta. Os CDs podem reproduzir qualquer sinal digitalizado, ou seja, transformado em dígitos binários, além dos sinais de áudio.

O CD substituiu o disco de vinil devido sua grande praticidade no dia a dia. Porém, como o som em um CD é registrado através de "amostras" retiradas do registro sonoro original (a taxa de amostragem mais comum para um CD é de 44.100 amostras por segundo), ouvidos bem treinados podem notar alguma alteração mínima no som, se comparado a uma gravação reproduzida em um disco de vinil, em que o som é registrado de forma análoga à vibração causada pelo som.





Características do produto

• 5.25" Floppy Disk Drive

• Capacidade: 1.2Mb

• País: Japão







https://www.google.com.br/search?q=LEITOR+DE+CD+CHINON+FR-506&biw=1366&bih=638&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiMqumDma7RAhXJi5AKHQZ2BeYQ_AUICCgD#imgdii=YKekNf4XuOiDbM%3A%3BYKekNf4XuOiDbM%3A%3BK3SSNXzI0SwVpM%3A&imgrc=YKekNf4XuOiDbM%3A

http://www.a1usedcomputers.com.au/shop/prodView.asp?idproduct=4608

https://pt.wikipedia.org/wiki/Leitor_de_CD

https://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=https://en.wikipedia.org/wiki/Chinon_Industries&prev=search